Milhares de cristãos de 100 países vão a Jerusalém celebrar a Festa dos Tabernáculos


Milhares de cristãos de 100 países vão a Jerusalém celebrar a Festa dos Tabernáculos

Por: Voz da Bahia

Milhares de cristãos de 100 países vão a Jerusalém celebrar a Festa dos Tabernáculos Por Redação Voz da Bahia -9 de outubro de 2019 - Uma iniciativa que começou como expressão de apoio a Israel na década de 1970, hoje reúne milhares de cristãos de pelo menos 100 países diferentes em Jerusalém, para celebrar a 40ª festa anual da Festa dos Tabernáculos, organizada pela Embaixada Cristã Internacional em Jerusalém (ICEJ). “Nos últimos quarenta anos, testemunhamos milhares de cristãos de países próximos e distantes que vêm a Jerusalém para a Festa dos Tabernáculos todos os anos, nos bons e nos tempos difíceis”, disse o presidente do ICEJ, Dr. Jürgen Bühler. “Com esse registro de sucesso sustentado, parece claro que a antiga tradição dos gentios se unindo ao povo judeu em Jerusalém para Succot foi revivida nos tempos modernos. Estamos realmente empolgados em receber os coloridos grupos de peregrinos deste ano de todo o mundo”, destacou. A celebração ocorrerá entre os dias 13 e 18 de outubro e contará com uma refeição e concerto ao ar livre no oásis de Ein Gedi, ao longo das margens do Mar Morto. Também haverá a Marcha de Jerusalém na quinta-feira à tarde (17/10), a tradicional Noite de Convidados Israelenses naquela mesma noite e uma Vigília de Oração final na histórica Torre de Davi, dentro da cidade velha murada (18/10). “Hoje, a ICEJ está na vanguarda de um movimento popular crescente de cristãos em todo o mundo que compartilham de um amor e preocupação com Israel e uma compreensão do significado bíblico do moderno ajuntamento dos judeus à terra de seus antepassados”, diz o site oficial da ICEJ no Brasil. Segundo a entidade, um dos objetivos na relação dos cristãos com uma celebração judaica seria reafirmar – através desse apoio – o compromisso de Deus para com Israel, lembrando aos israelenses as promessas do Senhor aos hebreus cumpridas na pessoa de Jesus Cristo. “A partir de nossa sede em Jerusalém e através de nossas filiais e representantes em mais de 80 nações, procuramos desafiar a Igreja a assumir as suas responsabilidades bíblicas para o povo judeu, para lembrar a nação de Israel das promessas maravilhosas feitas a ela na Bíblia e ser uma fonte de assistência prática para todas as pessoas daquela terra”, informa a entidade. Foto: Reprodução: Por Will R. Filho – Gospel Mais